SICC 2014 – Coleções apresentadas na Feira de calçados motivam lojistas a apostar em altas vendas na temporada quente 2014/2015

Sicc 2014 Feira de Calcado 2014 Sicc

Alto nível de compras também é compartilhado por importadores da América Latina. Eles estão focados nos negócios e sinalizam preferência dos consumidores de seus países pelo calçado brasileiro.

Lojistas nacionais e importadores presentes no XXIII SICC – Salão Internacional do Couro e do Calçado, que começou hoje (26) e ocorre até quarta-feira (28) – lotam os corredores do evento, decididos a efetivar compras que garantam os lançamentos em suas vitrines já para o início do mês de agosto. As novas coleções são um atrativo a mais para o consumidor. Esse resultado positivo acontece em função do esforço da promotora da feira, de manter o evento como feira de negócios focada no relacionamento entre indústrias e lojistas, segundo Frederico Pletsch, diretor da Merkator Feiras e Eventos. “A feira é a grande oportunidade de intensificar contatos, apostando no olho no olho para solidificar relacionamentos”, diz ele.

 

Para Manoel Kherlakian, diretor da Pontal, rede com 43 lojas no estado de São Paulo, o SICC está cada vez melhor em qualidade e quantidade. “Quanto mais expositores, mais oportunidade de selecionar fornecedores, o que é excelente para o lojista”, define. Erika Reis Ferreira, da Maluka Mulher (Montes Claros/MG), afirma que quer garantir estoque para vendas de todo o segundo semestre. Expositores antenados com a moda, com modelos bem diferenciados “nos propiciam esta alternativa”. Ainda com entregas programadas para julho e agosto, Eduardo Fuzer, da Conexão Calçados (Bauru/SP), pretende adquirir no SICC de 30 a 40% dos produtos para o segundo semestre. “Colocar logo na vitrine as novas tendências com certeza agrega incremento às vendas”, pondera.

 

IMPORTADORES E ESTAÇÃO 3 – O trânsito difícil no espaço reservado para a Estação 3 – com produtos mais conceituais de moda – demonstra a receptividade dos visitantes à proposta. Elizete Reis, da Liz Shoes (Macaé/RJ) e Pedro Madeu, do Magazine Sipel (São Paulo/SP) aprovaram a novidade.

Os importadores, que devem somar 150 profissionais na mostra, afirmam que vêm ao evento com o objetivo de comprar estoques para a próxima temporada. Rosário Saraiva Valverde, das Lojas Claudina – 5 lojas em Santa Cruz/Bolívia, que comercializam 95% de produtos brasileiros – vem focada na compra de lançamentos. Angelo Reyes, da Braka – 3 lojas no Equador, que vendem só sapatos brasileiros, afirma que a variedade de preços e produtos ofertada na feira é excelente. “O Brasil se caracteriza por ser um provedor muito sério, com produtos de alta qualidade e de excelente aceitação no mercado cubano”, aponta Melba Santamaria, da Brasraf, de Cuba.

 
PROMOTORA – A Merkator Feiras e Eventos tem a parceria das seguintes entidades: Sindicato da Indústria de Calçados de Estância Velha, Sindicato da Indústria de Calçados de Ivoti, Sindicato da Indústria de Calçados de Igrejinha, Sindicato da Indústria de Calçados de Novo Hamburgo, Sindicato da Indústria de Calçados de Parobé, Sindicato da Indústria de Calçados de Sapiranga e Sindicato da Indústria de Calçados de Três Coroas.